Histórico

Destinado inicialmente à experimentação artística dos conceitos abordados nas pesquisas acadêmicas de Michele Louise Schiocchet e Milene Duenha, o coletivo Mapas e Hipertextos iniciou suas atividades em agosto de 2012, em Florianópolis. Se, por um lado, Michele pesquisava a site especificidade, Milene se interessava  em pensar a presença não impositiva do artista, ambas as pesquisas vinculadas ao Programa de Pós-Graduação em Teatro da UDESC. Desse encontro surgiram algumas experimentações que abordavam os temas de estudo de ambas a partir de investigações sobre a noção de identidade – individual, política e social – e questões de gênero.

Produções do período: Antropollofagia (2012-2013); Papiloscopia (2013)

Em 2013, Raquel Purper e Paloma Bianchi se juntaram ao grupo pelo desejo de colocar as pesquisas acadêmicas em jogo: Paloma investiga o trabalho com a Coordenação Motora e Raquel questionando o que poderia ser uma corporeidade política. Em 2014 o Mapas agregou mais cinco artistas-pesquisadoras: Cecília Lauritzen trouxe ao trabalho a discussão sobre teatro na rua; Diana Gilardenghi investiga processos de criação em dança; Diana Piazza se interessa pelo corpo sem função; Mayana Marengo investiga a somática da performance  no contexto do Contato Improvisação e Jussara Belchior trata da repetição em dança. Mayana e Jussara permaneceram no coletivo por cerca de um ano participando de somente algumas produções.

Produções do período:Trilogia “Ações de Invisibilidade e Dissenso” (2014); Rainhas Latrinoamericanas (2014); Rolézim (2015); Miss Pau de Selfie (2015); SEM CABIMENTO (2015)

A partir de 2015 o Mapas e Hipertextos passou a ser composto por Cassiana dos Reis Lopes, Diana Gilardenghi, Diana Piazza, Everton Lampe, Giorgio Gislon, Inês Saber, Luana Leite, Milene Duenha, Paloma Bianchi, Raquel Purper e Thainá Gasparotto.

Produções do período: Área própria para dança (2016); Brasil em jogo (2016);  ESBARRA: um evento com objetivos institucionais, comunitários ou promocionais (2016).

Em 2017 Michele Louise Schiocchet e Milene Duenha passaram a pesquisar juntas na cidade de Curitiba – Pr desenvolvendo o projeto Atravessamentos (2017-). 

 

foto: Cristiano Prim